Menu

Facebook obriga todos a utilizar o Messenger

Segundo o TechCrunch, todos os utilizadores do chat do Facebook estão obrigados a ter a aplicação Messenger, isto se quiserem continuar a conversação directamente com os seus amigos do Facebook em dispositivos móveis (iOS, Android e Windows Phone).

O Facebook garante que esta mudança vai permitir com que se concentre num melhor desenvolvimento das duas aplicações, separadamente, evitando a confusão por parte dos utilizadores. Cerca de 12 mil milhões de mensagens são enviadas por dia na plataforma por parte dos utilizadores.

Se ainda não tem o Messenger, é uma boa altura para o instalar no seu dispositivo móvel.

Segundo o Facebook:

“Vamos notificar mais pessoas que, se querem continuar a enviar e receber mensagens no Facebook, eles precisam fazer o download da aplicação Messenger. Como já dissemos, o nosso objectivo é concentrar os esforços de desenvolvimento em fazer do Messenger a melhor experiência possível de mensagens móveis e assim evita-se a confusão de ter mensagens no Facebook. O Messenger é utilizado por mais de 200 milhões de pessoas todos os meses, e nós vamos continuar a trabalhar para torna-lo uma forma ainda mais envolvente para se conectar com as pessoas.”

Fonte: ciencia.pt

 

Ler mais ...

MINCT quer potencializar antecâmaras da Feira do Inventor nas províncias

O director-geral do Centro Tecnológico Nacional, Gabriel Luís Miguel, garantiu que o Ministério da Ciência e Tecnologia  vai continuar a trabalhar para tornar as antecâmaras no expoente máximo daquilo que melhor se faz em ciência, tecnologia e inovação a nível das províncias. Declarações Prestadas no Panguila, província do Bengo, no termo de mais  uma  antecâmara da Feira do Inventor/Criador Angolano, na 1ª  Região Académica Luanda/Bengo.

Realçou  o compromisso do Ministério da Ciência e Tecnologia e  dos parceiros ao apoio metodológico para a melhoria dos projectos apresentados nestes eventos.

“Queremos valorizar as ideias aqui apresentadas, sobretudo ao direito de protecção da propriedade intelectual, bem como na implementação dos projectos que possam ser considerados de interesse”, explicou.

“A feira foi um espaço onde todos aprendemos e ensinamos a forma como a transferência de conhecimentos foi realizada aqui neste local. Faz-nos antever que em curto espaço de tempo essa região será um contributo de grande valor no que diz respeito a identificação de talentos a nível nacional”, sublinhou.

O também presidente da Comissão Organizadora da Feira Nacional do Inventor / Criador Angolano, (FEICA 2014), a ter lugar em Luanda, no próximo mês de Setembro, disse estar particularmente entusiasmado pelo facto de, pela primeira vez, o Bengo poder estar presente na grande cimeira nacional dos inventores e criadores angolanos. O evento decorre entre os dias 12 e 15 de Setembro.

A feira do Bengo apresentou 41 projectos (39 de Luanda e dois do Bengo), 26 dos quais, elaborados por “freelancer”. 3 expositores representaram instituições de ensino geral e 1,  uma empresa.

As áreas de electrónica e tecnologia de informação tiveram com maior representatividade nesta antecâmara da feira do inventor.

Do ponto de vista do género apenas dois dos projectos foram apresentados por jovens mulheres. O expositor mais novo tinha 14 anos de idade e o mais velho, 60.

Malanje, Cabinda, Zaire, Lunda Sul, Cuando Cubango, Cunene, Huambo, Bié, Moxico, Huila, Uige, Cuanza Norte, Benguela, Namibe, Luanda e Bengo já têm a sua participação garantida.

De 13 a 15 de Agosto será realizada a última antecâmara da Feira do Inventor/Criador Angolano na província do Cuanza Sul.

A única província onde não foi realizada a antecâmara é Lunda Norte, pelo que estarão ausentes neste evento.

A Feira do Inventor/Criador, que se realiza desde 2009, tem como objectivo promover a cultura, a tecnologia e o empreendedorismo da base tecnológica e inovação da população em geral e dos diferentes integrantes do sistema nacional de ciência tecnológica e inovação de Angola.

O projecto visa disseminar acções de invenção e a descoberta de talentos nas áreas das artes, mecânica e informática.

 

Fonte: ANGOP

 

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais