Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 265
Menu

Projecto “Uma Viagem ao Mundo da Ciência e Tecnologia” chega à Lunda Sul 
 


Uma nota do Ministério da Ciência e Tecnologia a que  Angop teve acesso revela a apresentação do projecto vai implicar a exibição de peças de teatro gratuitas dirigidas à comunidade local para sensibilizar os jovens sobre a importância do estudo nas áreas da ciência e tecnologia. O projecto "Uma viagem ao mundo da ciência, tecnologia" conta com a parceria do Ministério da Educação (MED).

" As peças de teatro estão a ser apresentadas à população em diversos horários e locais, com objectivo de estimular o conhecimento científico e sensibilizar os jovens e a sociedade angolana para as opções de carreira nas áreas da Ciência e Tecnologia", indica o documento.

Segundo a nota, o público-alvo deste programa educativo, que deve abranger pelo menos 100 mil alunos, são crianças com idades a partir dos 11 anos e a frequentarem os anos escolares do primeiro Ciclo do Ensino Secundário.  

O destaque do projecto é a peça teatral "Quando eu crescer eu vou ser…", que constitui uma forma lúdica e divertida de estimular e sensibilizar a sociedade para o conhecimento científico.  

"Durante 30 minutos, dois actores encarnam o papel de jovens personagens, e um terceiro actor representa um ilustre cientista angolano, o Professor Bué. A peça permite uma interacção cultural, divertida e muito dinâmica, onde durante os diálogos dos actores, são abordadas várias profissões ligadas ao mundo da ciência, da tecnologia e da inovação ", indica a nota.

O documento refere que os cerca de 100 mil alunos abrangidos pelo projecto educativo vão receber uma brochura com conteúdos sobre o programa, que integra um enquadramento sobre a importância do estudo de diversas áreas científicas, com uma explicação do que é a matemática, física, química, biologia e as tecnologias de informação.

Outro ponto importante do projecto, prossegue o documento, passa pelo lançamento de um concurso entre escolas, a nível nacional, que pretende desafiar os alunos para escreverem uma redacção com o tema “ o que quero ser quando for grande e porque”.

O documento informa que o projecto já passou nas províncias de Luanda e de Benguela, acrescentando que para Lunda Sul, foram contempladas seis escolas, contando com a participação de dois mil e 250 alunos.

Fonte: Angop

Ler mais ...

Ministra volta a defender intensificação do ensino das ciências técnico-científica em Angola

A Ministra da Ciência e Tecnologia reiterou o desafio do Executivo angolano de intensificar o ensino nos domínios tecnológico-científicos como eixo para o desenvolvimento de Angola. Maria Cândida Teixeira fez estes pronunciamentos na cidade da Praia, Cabo-Verde, onde se encontra em trabalho, no âmbito do Seminário “Estratégia de Cooperação para o Fomento da Pós-Graduação Enquanto Mecanismo de Formação de Cientistas no Espaço da CPLP”.

A governante revelou que o Ministério da Ciência e Tecnologia de Angola está a levar a cabo, este ano, junto das escolas do país, uma campanha denominada “Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação”, que visa incentivar as crianças e adolescentes a optarem pelas áreas técnico-científicas  de formação, tendo por objectivo a criação de um stock sustentável de quadros nacionais. 

“Há um défice muito grande constatado a partir de um diagnóstico feito no âmbito do Plano Nacional de Formação de Quadros, relativamente às áreas tecnológicas e científicas. Temos mais quadros humanos em áreas das ciências sociais e humanas, em detrimento dos domínios tecnológico-científicos. É nosso desejo reverter este quadro. Precisamos de mais engenheiros e de cientistas nas diversas áreas, quer em ciências da terra, física, química, matemática, biologia, enfim, que são muito preteridas e bastante essenciais para o desenvolvimento e fomento das ciências, até mesmo da própria indústria em Angola”, disse.

Acrescentou que o projecto iniciado em Abril passado, está a ser desenvolvido num universo de cerca de 100 mil alunos de duzentas escolas do país.  O mesmo versa sobre pequenas experiências científicas à base representações teatrais, estilo lúdico muito apreciado pelos angolanos e que, por conseguinte, está a ser bem recebido pelos professores, alunos, pais e encarregados de educação.

Segundo Cândida Teixeira, hoje, com o fim da guerra, Angola já vive um cenário que lhe permite assumir, nos diferentes países, as despesas em formação de quadros nas diferentes áreas em que o país carece de profissionais.

Ler mais ...

Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação

 

QUANDO FOR GRANDE QUERO SER...

 

Quem de nós, na infância, nunca se deixou um dia, intimidar pela matemática, química ou física? Pessoas há que mudaram radicalmente o seu futuro profissional só porque queriam evitar essas áreas por considerá-las um bicho de sete cabeças.

Acontece que na actual conjuntura de novos desafios para Angola, mais de 12 anos depois do alcance da paz, começa a destacar-se a grande necessidade de os jovens angolanos olharem para estas áreas das ciências técnicas e tecnológicas de forma positiva e ambiciosa, devendo optar pelas diversas engenharias (civil, petrolífera, minas, química, etc.), biologia, matemática, física, entre outras profissões, em cujas áreas o país se revela ainda bastante carente.

E porque o futuro faz-se com opções de hoje, o Ministério da Ciência e Tecnologia  está a desenvolver um inovador programa educativo para sensibilizar os jovens angolanos a optarem para o estudo das áreas da ciência, tecnologia e inovação.

Chama-se “Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação” e está a ser desenvolvido nas escolas do país, mediante recurso ao  teatro, uma linguagem muito apreciada pelos crianças, adolescentes e jovens angolanos.

O projecto lançado em Luanda, em Abril passado, pela Ministra da Ciência e Tecnologia, Prof. Doutora Maria Cândida Pereira Teixeira, tem como públicos-alvo cerca de 100 mil alunos, a partir dos 11 anos de idade, a frequentar os anos escolares do 1º Ciclo do Ensino Secundário. Na ocasião, a Ministra destacou que Angola precisa de mais conhecimento nas áreas técnicas para que haja profissionais nacionais.

 

 

A The Bridge Angola, empresa de direito angolano é a entidade parceira do Ministério da Ciência e Tecnologia que está a realizar o projecto “Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação”. E porque a ideia é levar a iniciativa às 18 províncias do país, o seu desenrolar conta com o envolvimento de mais de 4 mil pessoas, entre  professores e coordenadores pedagógicos. Neste momento, o projecto está já em fase de conclusão, tendo sido elevada em maias de 50 escolas.

Na prática, tudo começa com uma visita às escolas durante a qual, os alunos recebem uma brochura com informações e material didático. A par disso, os professores e coordenadores pedagógicos recebem toda a informação referente ao programa e um kit constituído por material didático no domínio das ciências para que os professores possam juntamente com os alunos, fazer experiências e prepará-los para o projecto. Cada kit tem cerca de 80 experiências diferentes.

Numa segunda fase, é agendada, com as escolas, a apresentação da peça teatral com o tema “Quando eu crescer eu vou ser...”, uma forma divertida de estimular e sensibilizar a sociedade para o conhecimento científico. Durante cerca de 30 minutos, dois actores encarnam o papel de jovens personagens e um terceiro actor representa um ilustre cientista angolano, o Professor Bué. A peça permite uma interacção cultural, divertida e muito dinâmica. Nos diálogos dos actores estão sempre presentes os temas do programa e são abordadas as várias profissões ligadas ao mundo da ciência, da tecnologia e da inovação. Durante a representação da peça, os actores realizam também diversas experiências científicas, que prometem gerar momentos de grande animação e surpresa. E como conclusão, ainda existe o concurso entre escolas sobre a melhor redacção com o tema “o que quero ser quando for grande e porquê”.

  

 

 

A aplicação do projecto no terreno tem sido muito positiva, marcada por uma grande interacção entre formadores, actores e crianças, durante a peça de teatro, cujo fim é desfazer o pavor que muitos ainda têm em torno das ciências e criar desde cedo uma nova perspectiva de as encarar.

Ler mais ...

Ministério da Ciência e Tecnologia Lança Edital para Projectos de Investigação Científica

 

O Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT) lançou o Edital Nº1 (publicado no Jornal de Angola, a 26/04/2014), que visa a preparação de candidaturas a projectos de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico, para o financiamento pelo Executivo, através do OGE 2015, no âmbito do Plano Anual de Ciência, Tecnologia e Inovação de 2014 (PLANCTI 2014). O PLANCTI define-se como um conjunto de programas e projectos, que visam a materialização a curto prazo (anual), da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI), cumprindo com a visão e a missão definidas na Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (PNCTI), contribuindo assim para uma resposta eficiente aos principais problemas identificados nos diferentes sectores da vida socioeconómica e ambiental do país e determinar/quantificar o investimento do Estado em Ciência, Tecnologia e Inovação em cada ano.

Data Limite para submissão de candidaturas: 23/05/2014.

PS: Consulte o Guião para submissão de Propostas de Projecto no Âmbito do PLANCTI, a partir do Menu Legislação.

Ler mais ...

Ministério da Ciência e Tecnologia vai aferir dados estatísticos do sector

Ministério da Ciência e Tecnologia vai aferir dados estatísticos do sector

O Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT) vai doravante proceder ao levantamento estatísticos dos indicadores de ciência tecnologia e inovação do país de dois em dois anos, por formas a harmonizar os financiamentos aos investimentos, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, o Director Nacional de Investigação Científica, Domingos da Silva Neto.

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais