Menu

As Políticas Nacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação continuam em debate na capital

Prosseguem os trabalhos do II Conselho Consultivo do Ministério da Ciência e Tecnologia. O evento que tem como palco, o Hotel Convenções de Talatona, na zona sul de Luanda, junta especialistas das mais distintas áreas das ciências  afectas a Departamentos Ministeriais, Instituições do Ensino Superior, de Investigação Científica, representantes dos governos provinciais, empresas públicas e privadas e demais convidados.

Neste dia, a agenda de trabalhos inscreve as seguintes abordagens;

Sessão da manhã:

PAINEL III: INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO E TECNOLOGIAS PARA APOIO À PRODUÇÃO NACIONAL 

Moderador: Prof. Dr. Ricardo Queirós, Doutorado em Engenharia Electrotécnica e Computadores e Consultor do Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia.

Tema 11 – Contribuições da ODEBRECHT no apoio à iniciação científica sobre o Desenvolvimento Sustentável (Arquitecto Paulo Campos – da ODEBRECHT Angola);

Tema 12 – Contribuição da BP-Angola no apoio do desenvolvimento da ciência, tecnologia e Inovação no País – Adalberto Fernandes – BP-Angola)

Tema 13 – Da geração de conhecimento à inovaçãoo e transferência de tecnologias ao sector produtivo (Mestre Sebastião Francisco Tingão – Director Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MINCT).

Na 2ª série de apresentações da manhã, é moderadora a Dra Emigarda Castelbranco, Mestre em Saúde Materno-Infantil e Directora Nacional de Regulação e Transferência de Tecnologia do MINCT.

Tema 14 – Transferência de tecnologias e incubação de empresas na Universidade Jean Piaget de Angola (Mestre Lufianlisso António – Universidade Jean Piaget de Angola).

Tema 15 – Mecanismos de fomento e apoio ao empreendedorismo em Angola  (Mestre Graça Ngombo – do INAPEM).

O Painel IV, o último do Conselho Consultivo tem como tema “INDICADORES E INCENTIVOS PARA APOIO E VALORIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE CTI EM ANGOLA (PACOTE LEGISLATIVO)”.

Moderador: Prof. Dr. João Milando, Consultor do Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia.

Tema 16 – Resultados do 1º Inquérito Nacional de Ciência e tecnologia e Inovação (Prof. Dr Domingos Neto – Director Nacional de Ciências e Investigação Científica do MINCT);

Tema 18 – Pacote Legislativo do MINCT – Regulamento das Instituições Públicas de Investigação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Dr. Nguilima Wina Filipe – Director do Gabinete Jurídico do MINCT).

Na 2ª parte da tarde é moderador a Mestre Rita Pestana Mamed, Secretária Executiva do Conselho Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Tema 19 – Pacote Legislativo do MINCT – Regulamentos do Conselhos Científicos das Instituições que realizam actividades de IDI (Prof. Dr. Domingos da Silva Neto - Director Nacional de Ciências e Investigação Científica do MINCT).

Tema 20 – Pacote Legislativo do MINCT – Prémio Nacional de “Ciência” e “Inovação” (Prof. Dr António Alberto Alcochete – Director Nacional de Avaliação e Acreditação de Ciência e Tecnologia).

Procede ao encerramento do II Conselho Consultivo do Ministério da Ciência e Tecnologia a Ministra Maria Cândida Pereira Teixeira, com um discurso político a ser proferido às 16 horas.

 

Alexandre Cose

 

Ler mais ...

Maria Cândida Teixeira defende eficiência e eficácia dos actores de Ciência e Tecnologia com vista ao desenvolvimento

A Ministra da Ciência e Tecnologia Maria Cândida Teixeira disse esta Segunda-feira, 22 que os temas seleccionados para o II Conselho Consultivo do sector, hoje aberto em Luanda, reflectem e estimulam a necessidade de optimizar os recursos humanos, materiais e financeiros disponíveis e ao mesmo tempo permitir-nos-ão analisar os mecanismos de apoio à ciência e ao desempenho dos actores de CTI, face à premente necessidade de se incrementar a eficiência e eficácia, tanto na realização como na publicação dos resultados,  colocando os mesmos ao serviço da sociedade.

O lema, “Pelo Aumento da Produção Científica e Tecnológica e Reforço do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação” preside ao Conselho que encerra nesta Terça-feira, 23.

“As instituições que desenvolvem investigação científica, desenvolvimento e inovação se devem compenetrar e assumir o compromisso de realização de actividades, de maneira a terem impacto na produção científica e tecnológica, para que tenham maior probabilidade de transferência  dos resultados obtidos na produção nacional e, desta forma, alavancar a economia nacional”, disse Cândida Teixeira, durante a abertura do evento.

Lançou o repto a um trabalho coordenado e articulado com vista ao reforço do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação e fazer da Ciência, Tecnologia e Inovação em Angola domínios de referência plenamente inseridos na Estratégia de Desenvolvimento do País.

O Ministério da Ciência e Tecnologia, criado em 1997, realiza o seu II Conselho Consultivo num momento particularmente importante em que se implementa a Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, adoptada por  Decreto Presidencial há 3 anos. 

“Refirimo-nos à Estratégia nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Decreto Presidencial 196/11), ao Mecanismo de Coordenação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Dec. Pres. 224/11), assim como ao Plano Anual de Ciência, Tecnologia e Inovação, PLANCTI (Dec. Pres. 90/13), instituído para facilitar a inserção de Projectos de Investigação Científica e Desenvolvimento, no Orçamento Geral do Estado do nosso País, tendo em conta o Programa de Governo, que sob a sábia condução de Sua Excelência, o Presidente da República de Angola Engenheiro José Eduardo dos Santos, dá particular enfoque ao combate à pobreza e à melhoria das condições de vida e bem-estar da população angolana, de forma a tornar efectivamente e cito ‘Angola, um país bom para se Viver’”, disse.

Participam do evento convidados provenientes das províncias de todo o país, bem como representantes dos órgãos de soberania do país, dos departamentos ministeriais, empresas e instituições de ensino superior e de investigação científica e desenvolvimento tecnológico e inovação.

 

Alexandre Cose 

Ler mais ...

Ministra Maria Cândida Teixeira convoca Conselho Consultivo do MINCT

O Ministério da Ciência e Tecnologia realiza desde hoje o seu Segundo Conselho Consultivo. Convocado pela Profª Dra. Maria Cândida Teixeira, a Ministra da Ciência e Tecnologia, o evento tem lugar numa das salas do Hotel Convenções de Talatona (HCTA), em Luanda, sob o lema "Pelo Aumento da Produção Científica e Tecnológica e Reforço do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação”.

Com este Conselho Consultivo, o Ministério da Ciência e Tecnologia pretende analisar e recolher contributos relacionados com a implementação dos documentos reitores das políticas nacionais de  Ciência, Tecnologia e Inovação em Angola, tendo em atenção o Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017 e prioridades do Executivo Angolano.

Os trabalhos serão desenvolvidos em 4 painéis, nomeadamente:

1.  A avaliação genérica do desempenho da CTI em Angola entre 2008 a 2013;

2.A implementação das acções de CTI inseridas no Plano Nacional de Desenvolvimento do nosso país para o período 2013/2017.

3.        Vias de reforço a coordenação e articulação dos autores de CTI entre si e com

4.        A implementação das Politica e Estratégia Nacionais de Ciência, Tecnologia e Inovação (PNCTI e ENCTI);

5.        A apropriação dos Mecanismos de Financiamento da CTI em Angola;

6.        A proposta de incentivos para apoio e valorização das actividades de CTI em Angola;

7.        Vias de promoção e de consolidação de parcerias estratégicas com o empresariado nacional na implementação de actividades I&D e no desenvolvimento do empreendedorismo;

São esperados no Conselho Consultivo, perto de 150 participantes, dentre os quais membros da Direcção do Ministério da Ciência e Tecnologia, representantes de outros Departamentos Ministeriais, dos Governos Provinciais, empresas e distintos actores do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia.

 

 

Alexandre Cose

 

Ler mais ...

Inventor Inácio Simão vence 6ª Edição de Feira do Inventor/Criador Angolano

O criador angolano Inácio Simão venceu, Segunda-feira, em Luanda, a 6ª Edição da Feira do Inventor e Criador Angolano (FEICA), na categoria de free-lancer, com o projecto "mala com carregador de telemóvel". 

A exposição realizada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT) habilita, para já, os representares de Angola na Feira Internacional de Ideias e Novos Produtos (IENA), em Nuremberga (Alemanha), no final de Outubro deste ano.

Inácio Simão, um jovem criador habituado às vitórias em certames do género foi distinguido com uma medalha de ouro e mais 700 mil kwanzas, um iPad mini, um modem wi-fi Alcatel da Unitel, um telemóvel Unitel Top e um portátil Samsung NP100.

O corpo de jurados liderado pelo professor José Barata, da Universidade Nova de Lisboa, teve em conta a criatividade, a inovação, o método científico, o desenvolvimento do trabalho, a demonstração, a montagem e a aplicabilidade no sector produtivo, em benefício da vida humana.

O júri classificou em 2º lugar, o inventor Marcolino Cangango, com o projecto “Passadeira electrónica”,  tendo arrebatado uma medalha de prata, um montante de 350 mil kwanzas, uma placa de dados USB Huawei da Unitel e um portátil Samsung NP100.

Em 3º lugar ficou o inventor António Calunguluca, com o projecto “Tomadas Moveis”, cabendo-lhe uma medalha de prata,  um  montante de 150 mil kwanzas, um telemóvel Galax e uma placa de dados Unitel.

Coube ainda ao inventor da província do Huambo, um portátil Samsung NP100, um telemóvel Unitel Android e uma placa de dados Unitel Huawei.

 

Para a categoria das instituições de Ensino Superior, o ISUTIC ficou em 1º  lugar, seguido pelo Instituto Superior Politécnico de Benguela e pela Universidade Agostinho Neto (UAN), todas elas distinguidas com computadores portáteis, iPads-mini e placas de dados Unitel, bem como estágios de 6 meses na empresa Unitel para o 1º e 2º classificados.

Já na categoria de instituições de investigação científicas a Simetox, da província de Malange ficou em 1º lugar com o projecto “Soro anti helfítico”, seguindo-se a Escola Superior Politécnica da Huíla, com o “Programa de treinamento de implementação de novas tecnologias destinadas à pecuária na região do Cunene” e em 3º lugar, a Direcção de Educação da Huílaa, com o Sistema de Gestão de Recursos Humanos.

Na categoria de Instituições de Ensino Geral venceu a Escola Simione Mucune, de Luanda com o projecto “Cadeira de Rodas Electrónica”, tendo arrebatado o prémio de 2 milhões de kwanzas e um iPad, oferta da petrolífera multinacional britânica British Petroleum (BP).

Em segundo lugar ficou o Instituto Médio Politécnico do Sumbe (Cuanza Sul), com um montante de um 1 milhão e 500 mil kwanzas e um computador portátil. O 3º classificado foi o Magistério Primário da Huíla, a quem coube um prémio no valor de 1 milhão de kwanzas, um computador e um telemóvel.

Na categoria de empresas foram classificadas a Samakaka, da  Huíla; Sonhos e Magia, também da Huíla) e Flenege, do Huambo,  agraciadas com medalhas de ouro, prata e bronze e diplomas de mérito, respectivamente.

Para o ABC da Programação, categoria Z, ficaram as empresas MPAS Prog-Evolution, com o prémio de 200 mil kwanzas, a Softic, com 150 mil kwanzas e Daheol, com 100 mil kwanzas.

Foram ainda distinguidos o prémio para a  mulher inventora, o inventor mais novo e o mais velho, bem como vários sorteios de telemóveis.

Por último o prémio Mecatrónica, em que foram agraciados os inventores Inácio Simão e Marcolino Cangango, ambos beneficiados com um estágio de 15 dias em mecatrónica, numa universidade em França, oferta da Embaixada de França em Angola.

De acordo com a organização, o  stand mais visitado foi o do “Avião de fazer amor” do inventor Alcino Valente, da província de Benguela.

 

Alexandre Cose

Ler mais ...

Electrónica, informática e electricidade dominaram 6ª Edição da Feira do Inventor Angolano

A ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira  garantiu que o Governo vai continuar a apoiar os inventores e criadores angolanos, quer mediante  a sua capacitação técnica, quer através da captação de incentivos ou  financiamentos que vão ajudar na elaboração dos seus projectos.

Maria Cândida Teixeira, que falava perante uma vasta plateia, no termo da 6ª Feira do Inventor/Criador Angolano, organizado pelo Centro Tecnológico Nacional do Ministério da Ciência e Tecnologia, valorizou as parcerias actualmente formalizadas, como instrumentos que têm ajudado  a sistematizar os trabalhos dos inventores e criadores angolanos.

Este ano,  as áreas da electrónica, informática e electricidade continuaram a dominar as exposições na ordem de 70%, de um total de 156 ideias, invenções e produtos, tendo, por conseguinte, havido, um aumento em 20%, relativamente à edição de 2013.

A categoria de free-lancers teve o predomínio com um total de 95 apresentações, seguindo-se as instituições do Ensino Geral com 25; do Ensino Superior com 17; as empresas com 16 e as instituições de Investigação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação com 3 apresentações. 

“As estatísticas deste ano indicam-nos igualmente que, embora tenha triplicado o número de ideias, invenções e produtos concebidos por expositores do sexo feminino, muito ainda há que fazer no sentido de aumentar estes indicadores”, disse.

Por outro lado, de acordo com a governante, os mais jovens são os que actualmente se interessam mais pela feira do inventor, no entanto, tal como garantiu, “trabalho está a ser feito para despertar o interesse dos mais velhos, bem como o equilíbrio no género.”

O inventor mais novo chama-se Trindade Lino Afonso, tem 14 anos e veio da cidade de Saurimo, na Lunda-Sul, ao passo que Magaly Duquesne, uma mulher de 60 anos, de Cabinda, foi a mais velha dos expositores da feira. 

Luanda deteve o maior número de participantes, com 64 expositores, enquanto as demais províncias tiveram entre 1 a dois representantes, perfazendo um universo de mais de 70 expositores.

Em 4 dias de exposições, pelo menos 15 mil pessoas terão passado pelos diversos standes montados no recinto do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC).

De acordo com a Ministra Cândida Teixeira, “cerca de 90% dos visitantes que passaram pela Feira eram jovens, ao mesmo tempo que 95% dos expositores são igualmente jovens”.

A Ministra considera relevante este detalhe, pois que, segundo disse, constitui um indicador da importância que a juventude confere à  ciência, à tecnologia e à inovação. 

Participaram da feira estudantes, professores, criadores, inventores, investigadores, empresas nacionais e estrangeiras, bem como free-lancers (autores nacionais que se dedicam a ciência, tecnologia e inovação).

Em 2015, a 7ª Edição da Feira do Inventor/Criador Angolano vai decorrer em simultâneo com a IIª Edição da Feira Internacional de Ideias, Invenções e Valorização de Produtos, bem como a 4ª Conferência de Ciência e Tecnologia, , eventos a decorrer entre 9 e 13 de Setembro.

 

Alexandre Cose 

Ler mais ...

Secretário de Estado realça aposta na ciência e tecnologia

O Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, João Sebastião Teta, reafirmou nesta sexta-feira, em Luanda, que a Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação é o instrumento do Executivo angolano para a concepção e implementação de estratégias e mecanismos que vão  guindar Angola para a  era de conquistas nesta matéria.

Falando na abertura da 6ª edição da Feira do Inventor/Criador Angolano (FEICA), o governante disse que para atingir este objectivo, o Ministério da Ciência e Tecnologia desenhou programas e tem implementado uma série de projectos.

João Teta considerou que a 6ª edição do certame enquadra-se na promoção da cultura científica e transferência de tecnologias e de empreendedorismo de base tecnológica.

"Para esta edição temos conteúdos que consideramos bastante inovadores em relação as edições anteriores e que foram desenhados de forma a permitir uma verdadeira interacção entre os diferentes actores do Sistema Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação e a população em geral”, sublinhou.

O secretário de Estado fez saber que a actual edição da Feira do Inventor/Criador Angolano é produto de antecâmaras realizadas entre Abril e Agosto deste ano, em 17 das 18 províncias de Angola nas quais foram aprovadas 139 ideias, invenções e produtos que estão patentes, por estes dias, no certame. 

Durante quatro dias do evento, no qual a província da Lunda Norte não participa por motivos não esclarecidos, serão ministradas palestras e estarão disponíveis jogos atractivos.

A província de Luanda detém o maior número de participantes com 64 expositores, enquanto as demais províncias vão ter entre dois ou mais representantes, perfazendo um universo de cerca de 100.

20 dos expositores são mulheres. O Expositor mais novo tem 14 anos, ao passo que o mais velho tem 60. “Se por um lado, os dados demonstram bem a heterogeneidade na idade dos expositores, por outro lado, chamam a atenção para a necessidade de continuarmos a trabalhar para a elevação dos indicadores relacionados com a participação da jovem mulher em matéria de ciência, tecnologia e inovação”, acrescentou.

A Feira do Inventor/Criador de 2014  vai premiar 5 categorias, nomeadamente freelancers, Instituições do Ensino Superior, Instituições do Ensino Geral, Instituições de Investigação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e Empresas.

Durante a sua intervenção, o Secretário de Estado, João Sebastião Teta revelou que o Ministério da Ciência e Tecnologia dispõe de prémios em valores monetários que totalizam um milhão e setecentos e cinquenta mil kwanzas (1.750.000.00 Kz) e para os que se destacarem, viagens à Alemanha para a participação por Angola, na edição 2014 da Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos, que se realiza de 30 de Outubro a 2 de Novembro, em Nuremberga.

Participam da Feira estudantes, professores, técnicos, criadores, inovadores e inventores, investigadores, empresas nacionais e estrangeiras vinculadas a diferentes instituições, bem como diferentes actores do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia inscritos conforme os critérios estabelecidos no regulamento. 

 

Alexandre Cose

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais