Menu

Angola quer estender cooperação com o Chile às áreas da Ciência, Tecnologia, Inovação e Gestão

O Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos manifestou, nesta Terça-feira, 12 de Agosto, em Luanda, o desejo do país de estabelecer com o Chile uma cooperação abrangente, como forma de tirar proveito das suas potencialidades académicas, científicas, tecnológicas e profissionais. 

O Chefe de Estado angolano falava durante a abertura das conversações oficiais entre delegações ministeriais de Angola e do Chile, na Sala de Reuniões do Conselho de Ministros, na Cidade Alta, em Luanda, por ocasião da visita de Estado da Chanceler Michelle Bachelet, Presidente do Chile, a convite das autoridades angolanas.

Segundo acrescentou José Eduardo dos Santos, “neste sentido pretendemos estabelecer a cooperação nas áreas da Ciência, Tecnologia, Inovação e Gestão, com vista a garantir a formação de recursos humanos qualificados e altamente qualificados, necessários ao aumento da competitividade da nossa economia”,

Por esta razão, segundo acrescentou, “esperamos que se realizem encontros temáticos entre responsáveis dos sectores da educação e das comunidades académico-científicas de Angola e do Chile”.

De acordo com o estadista angolano, o país pretende também contar com o apoio e a experiência acumulada das instituições chilenas de coordenação e de regulação do Ensino Superior, para o reforço da capacidade institucional das congéneres angolanas, nos domínios da acreditação, certificação e garantia da qualidade.

Por seu Turno, Michelle Bachelet considerou oportuna a solicitação do presidente angolano, tendo referido que os dois países inauguram uma ocasião importante da vida das relações de cooperação bilateral e de amizade, no quadro da ampliação e fortalecimento da cooperação sul-sul.

De acordo com uma Declaração Conjunta no termo desta visita, “os sectores energético, mineiro e industrial, bem como a comercialização de hidrocarbonetos foram eleitos como prioritários, no âmbito de uma cooperação bilateral que contempla também a formação de quadros, o ensino superior, a ciência, a tecnologia, a inovação e a gestão”.

Neste sentido, segundo refere o documento “os Presidentes acordaram a implementação de uma estratégia conjunta expressa num Plano de Trabalho que será elaborado através de consultas diplomáticas e posteriromente assinado pelos respectivos Ministros das Relações Exteriores”.

 

Ler mais ...

MINCT quer potencializar antecâmaras da Feira do Inventor nas províncias

O director-geral do Centro Tecnológico Nacional, Gabriel Luís Miguel, garantiu que o Ministério da Ciência e Tecnologia  vai continuar a trabalhar para tornar as antecâmaras no expoente máximo daquilo que melhor se faz em ciência, tecnologia e inovação a nível das províncias. Declarações Prestadas no Panguila, província do Bengo, no termo de mais  uma  antecâmara da Feira do Inventor/Criador Angolano, na 1ª  Região Académica Luanda/Bengo.

Realçou  o compromisso do Ministério da Ciência e Tecnologia e  dos parceiros ao apoio metodológico para a melhoria dos projectos apresentados nestes eventos.

“Queremos valorizar as ideias aqui apresentadas, sobretudo ao direito de protecção da propriedade intelectual, bem como na implementação dos projectos que possam ser considerados de interesse”, explicou.

“A feira foi um espaço onde todos aprendemos e ensinamos a forma como a transferência de conhecimentos foi realizada aqui neste local. Faz-nos antever que em curto espaço de tempo essa região será um contributo de grande valor no que diz respeito a identificação de talentos a nível nacional”, sublinhou.

O também presidente da Comissão Organizadora da Feira Nacional do Inventor / Criador Angolano, (FEICA 2014), a ter lugar em Luanda, no próximo mês de Setembro, disse estar particularmente entusiasmado pelo facto de, pela primeira vez, o Bengo poder estar presente na grande cimeira nacional dos inventores e criadores angolanos. O evento decorre entre os dias 12 e 15 de Setembro.

A feira do Bengo apresentou 41 projectos (39 de Luanda e dois do Bengo), 26 dos quais, elaborados por “freelancer”. 3 expositores representaram instituições de ensino geral e 1,  uma empresa.

As áreas de electrónica e tecnologia de informação tiveram com maior representatividade nesta antecâmara da feira do inventor.

Do ponto de vista do género apenas dois dos projectos foram apresentados por jovens mulheres. O expositor mais novo tinha 14 anos de idade e o mais velho, 60.

Malanje, Cabinda, Zaire, Lunda Sul, Cuando Cubango, Cunene, Huambo, Bié, Moxico, Huila, Uige, Cuanza Norte, Benguela, Namibe, Luanda e Bengo já têm a sua participação garantida.

De 13 a 15 de Agosto será realizada a última antecâmara da Feira do Inventor/Criador Angolano na província do Cuanza Sul.

A única província onde não foi realizada a antecâmara é Lunda Norte, pelo que estarão ausentes neste evento.

A Feira do Inventor/Criador, que se realiza desde 2009, tem como objectivo promover a cultura, a tecnologia e o empreendedorismo da base tecnológica e inovação da população em geral e dos diferentes integrantes do sistema nacional de ciência tecnológica e inovação de Angola.

O projecto visa disseminar acções de invenção e a descoberta de talentos nas áreas das artes, mecânica e informática.

 

Fonte: ANGOP

 

Ler mais ...

Bengo: Feira do Inventor/Criador consagra vencedores

A 2ª Edição da Antecâmara da Feira do Inventor/Criador Angolano na 1ª Região Académica Luanda/Bengo encerrou sábado, no mercado do Panguila, com a consagração de Adriano Lopes pelo projecto “Laboratório Compacto”.

É com ele que Adriano Lopes promete estar na Feira Nacional do Inventor e Criador Angolano, que tem lugar em Setembro, na capital.

Para isso, o inventor obriga-se a limar mais algumas arestas sobre o projecto que se destina a auxiliar os laboratórios das escolas públicas do país.

Foram também consagrados Maura Firmino, de Luanda, com o projecto “sistema pré-pago de controlo de água”, bem como o Complexo Escolar Elsamina, também de Luanda, com um projecto sobre o sistema de controlo à sinistralidade rodoviária. 

A feira do Bengo levou 3 dias e contou com a participação de 38 inventores/criadores das províncias de Luanda e do Bengo, num universe de 41 projectos científicos.

Pela província do Bengo, Borges Manuel com o projecto “Gradestudent – caderneta electrónica académica”, ficou na 1ª posição, enquanto que Dionísio Simão, com um  projecto de interligação de redes de computadores, ficou em 2º lugar.

O Complexo Escolar do Cazenga, com um projecto de reciclagem de garrafas de plástico), bem como a escola Alda Lara com o projecto “jogo da velha”, preencheram igualmente o pódio.  

Distinguidos foram ainda Elsa Mavakala com “fogão controlado por Bluetooth”, Edgar Jungo, com o “carregador de dispositivos electrónicos no meio rural”, Mambote Pedro Lukamba, com a “estação meteorológica remota” e Eúde Makuntuala Emanuel com um projecto e automação residencial.

Para encontrar os vencedores, o corpo de jurados, presidido por Manuel Mendes Graça, teve como critérios de avaliação a criatividade dos projectos expostos, a inovação, o método científico, o desenvolvimento do trabalho, a montagem final e a sua aplicabilidade no sector produtivo.

Todos os expositores que se apresentaram nesta antecâmara estão habilitados a participar na feira do inventor/criador, a realizar-se, em Luanda, de 12 a 15 de Setembro do ano em curso.

A feira foi encerrada pelo director-geral do Centro Nacional Tecnológico do Ministério da Ciência e Tecnologia, Gabriel Luís Miguel, e testemunhada pelo director provincial do Bengo da Educação, Ciência e Tecnologia, António Quino.

Fonte: ANGOP 

Ler mais ...

Ministra da Ciência e Tecnologia realça importância das TIC na Educação

As novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) buscam maior dinamização das metodologias de alfabetização e pós-alfabetização, segundo disse, sexta-feira, em Luanda, a Ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Pereira Teixeira. 

A governante fez estas considerações durante uma palestra sob o tema “Importância de Educação, Ciência e uso de novas Tecnologias no Contexto Angolano”, no âmbito das comemorações do 31 de Julho, Dia da Mulher Africana.

Sublinhou que o Ministério está a preparar, em parceria com a Unesco, um projecto - piloto designado “Centros Comunitários de Aprendizagem para o Desenvolvimento”, em cujo âmbito poderão ser ensaiadas experiências-piloto de alfabetização e pós-alfabetização com recurso às TIC, nas cidades de Luanda e Huambo.

Frisou, por seu lado, que a aplicação das novas tecnologias tem incidência no desenvolvimento das mulheres, em cuja virtude, estes pressupostos podem também aumentar o interesse das jovens pelas aulas, reduzindo a fuga à escola e elevando as taxas de inclusão, o que contribui para o pleno desenvolvimento sócio - económico do país. 

Lembrou que a Internet tem se tornado o suporte mais usual, onde a informação circula mais rápido e eficaz, estando instituído o uso das TIC nos currículos do Ensino de Base. 

Acrescentou ainda que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC)  exercem um papel relevante no sistema educativo do país, proporcionando novos objectivos para a educação. Daqui emerge uma sociedade de informação mais inclusiva e criam-se as condições para o pleno exercício de uma cidadania participativa, crítica, interventiva e que valoriza o trabalho cooperativo.

Avançou também que o número de mulheres que se dedicam à ciência e à investigação científica tem vindo a crescer substancialmente em todo o país.

De acordo com Maria Cândida Teixeira, o seu Ministério da Ciência e Tecnologia  tem como missão, propor a formulação, condução, execução e controlo da política do executivo no âmbito das TIC.

Realçou que a mulher tem consciência das tarefas e responsabilidades, tanto no contexto social, como no económico, para que a sua actuação na igualdade do género se concretize, principalmente na educação e na transmissão de valores éticos e morais na construção de famílias.

O Dia da Mulher Africana foi adoptado durante uma conferência continental, em 31 de Julho de 1962, um evento juntou 14 países e 8 movimentos de libertação nacional, em Dar-Es-Salaam, na Tanzânia. 

 

Fonte: Angop

Ler mais ...

Os encantos da Ciência e Tecnologia vão atrair alunos de Malanje

”Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação”, do Ministério da Ciência e Tecnologia vai encantar os alunos de Malanje. O Projecto que visa estimular o conhecimento científico no seio dos jovens chegou às terras da palanca negra gigante para ser apresentado a alunos, professores e encarregados de educação da provincial.

 

O  projecto será apresentado na Escola Primária nº 74 e na Secundária 4 de Abril, bem como no Centro Pré-Universitário Nossa Senhora de Fátima, prevendo abranger pelo menos 2 mil e duzentos alunos.

 

A iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT), consubstancia-se na apresentação de peças teatrais nas escolas, mostrando as áreas das ciências e tecnologias opcionais de carreiras válidas e que devem ser consideradas para a escolha das profissões futuras dos jovens. É um convite aos jovens estudantes angolanos a aderirem ao estudo das áreas da ciência, tecnologia e inovação.

 

O programa prevê atingir cerca de 100 mil alunos maiores de 11 anos de idade, que frequentam o I Ciclo do Ensino Secundário em Angola e 4 mil docentes e coordenadores pedagógicos dos referidos estabelecimentos de ensino, com o envolvimento de pais, encarregados de educação e as comunidades.

 

“Uma Viagem ao Mundo da Ciência, Tecnologia e Inovação” é uma iniciativa do MINCT, em parceria com o MED, que está a ser desenvolvido pela The Bridge Angola, uma empresa estrangeira especializada em responsabilidade social, e conta também com o apoio da INOVIA - a primeira marca angolana de electrónica de consumo, para além de outras parcerias.

O mesmo é executado em três fases e contempla para além de peças teatrais, a entrega de material didáctico aos alunos e professores, bem como outros kits às escolas e foi já lançado nas províncias de Luanda, Benguela, Lunda Sul e Lunda Norte.

 

Fonte: ANGOP

 

Ler mais ...

Ministra profere palestra sobre Educação e Ciência no CIAM

A ministra da Ciência e Tecnologia, Cândida Teixeira, vai proferir uma palestra na Sexta-feira, em Luanda, sobre "A Importância da Educação, Ciência e o Uso das Novas Tecnologias no Contexto Angolano".

 

No debate, que vai ocorrer no Centro de Imprensa Anibal de Melo (CIAM), estará igualmente como oradora  a embaixadora da Zâmbia em Angola, Barbara Chilangwa.

Uma nota de imprensa da CIAM, distribuída em Luanda explica que a actividade enquadra-se na jornada comemorativa do 31 de Julho, Dia da Mulher Africana.

O Dia Internacional da Mulher Africana surgiu na Conferência das Mulheres Africanas, em 1961, num evento que contou com a participação de 14 países e oito movimentos de libertação nacional em Dar Es Salaam, na Tanzânia. 

Este ano, a jornada do Dia Mulher Africana, iniciado em 25 de Julho em Catete, no município de Icolo e Bengo, província de Luanda, encerra no dia 1 de Agosto.

 

Fonte: ANGOP

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais