Menu

Ciencia.ao - Itens filtrados por data: agosto 2019

Conheça os Resultados do Teste de Conhecimento para as Bolsas de Mérito. (Actualização)

COMUNICADO

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação comunica o seguinte:

  • Os resultados da prova de conhecimento para candidatura às Bolsas de Mérito serão publicados hoje, no portal do INAGBE e aqui, no portal www.ciencia.ao;
  • Os candidatos aprovados realizarão as entrevistas nos dias 29 e 30 de Agosto de 2019, em Luanda, no Campus da Camama da Universidade Agostinho Neto, a partir das 09:00;
  • Para a entrevista, os candidatos ao Doutoramento devem fazer-se acompanhar do projecto de investigação com o qual se candidataram;
  • Para os candidatos que estão fora do país, a entrevista será feita via Skype.

O GABINETE DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, em Luanda, aos 27 de Agosto de 2019.

Para ter acesso à pauta final de Medicina, Engenharias e Tecnologias clique aqui

Para ter acesso à pauta final de Ciências Sociais e Humanidades clique aqui

Ler mais ...

Bolsas de Mérito: MESCTI Publica Lista de Candidatos Admitidos ao Teste de Conhecimento

 

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação comunica que o programa de envio de 300 licenciados para as melhores universidades do mundo, recebeu 944 candidaturas, sendo 577 submetidas no portal do INAGBE e 367 submetidas por e-mail. Das 944 candidaturas avaliadas, foram consideradas elegíveis 432, que passam para fase de realização da prova de conhecimento, a realizar-se no dia 22 de Agosto, às 09:00 horas, nas universidades públicas indicadas no Edital de candidatura. 

Clique aqui para ter acesso à lista dos candidatos admitidos. A referida lista está também publicada no portal do INAGBE https://inagbeonline.com.

 

Ler mais ...

PDCT Edital Nº1: Resultados da Avaliação das Propostas de Projecto de Investigação Científica

Considerando o Edital Nº1 - Financiamento de Projectos de Investigação Científica aberto pelo Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), a ser executado pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, informa-se que o processo de avaliação é por pares (Peer Review) e que os resultados actualmente são os seguintes:

 

Id

Título

Domínio Científico

Resultado

11

Reconhecimento das espécies de moluscos dulçaquícolas, sua distribuição na província do Uíge e o seu papel como vector de agentes patogénicos com repercussões em Saúde e na economia

1.Ciências Exactas e Naturais

Aprovado

12

Obtenção de Plantas Tolerantes à Deficiência Hídrica Utilizando a Mutação Induzida com Raios Gama para Solos da Província do Cunene – Angola

4. Ciências Agrárias e Veterinárias

Rejeitado

13

Caracterização Geológica e Geotécnica dos Municípios do Uíge para efeito de Planeamento Urbano

1.Ciências Exactas e Naturais

Aprovado

14

Intervenção comunitária para a preparação psicoprofilatica das grávidas para o parto na província de Malanje

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

15

Levantamento etnofarmacologico das potencialidades terapêuticas das plantas de Malanje

3. Ciências Médicas e da Saúde

Aprovado

16

Formação para a Criação e Gestão de Revistas Científicas na Plataforma OJS

2. Engenharia e Tecnologia

Rejeitado

17

Gestão Ambiental para a Conservação da Biodiversidade nos Ecossistemas da Província do Cunene, como Base para um Desenvolvimento Sustentável

1.Ciências Exactas e Naturais

Aprovado

18

Projecto de Gestão Integrada do Morro do Moco

1.Ciências Exactas e Naturais

Rejeitado

19

Programa Psicoeducativo "PROTEC" para atenção aos Pacientes com TCE e de forma geral com Problemas Neurológicos que frequentam o Centro de Medicina e Reabilitação Fisica Dr. António Agostinho Neto

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

20

Caracterização Mineralógico-Geoquímica das Rochas Máficas e Ultramáficas do Sudoeste Angolano e o seu Potencial para os Metais Estratégicos (Ni-Cu-Co-PGE)

1.Ciências Exactas e Naturais

Aprovado

22

Estudo de Viabilidade da Tecnologia de Compostagem Natural na Província de Benguela na Localidade do Dombe-Grande

4. Ciências Agrárias e Veterinárias

Aprovado

23

Pesquisa Neonatal de Anemia Falciforme no Hospital Geral de Benguela

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

24

Compotamento de Patologias Cirúrgicas em Pacientes com Infecção HIV/SIDA em Benguela 2017-2020

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

25

Glossário Terminologia Médica Inglês-Português

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

26

Desenvolvimento de Trabalho independente na formação de estudantes da Faculdade de Medicina de Benguela

3. Ciências Médicas e da Saúde

Rejeitado

27

Ensaio de Avaliação Clínica Terapêutica do Soro Antiofídico Trivalente em 3 Províncias de Angola

3. Ciências Médicas e da Saúde

Aprovado

28

Identificação e análise das potencialidades da agricultura familiar na promoção do agro-negócio em Angola: Estudos de caso nas regiões Norte, Centro e Sul

4. Ciências Agrárias e Veterinárias

Aprovado

31

Design of an experimental wastewater treatment plant at Kimpa Vita University Campus in Angola's Uíge Province, built by macrophyte beds

1.Ciências Exactas e Naturais

Rejeitado

30

Sustainable Agriculture Model for North of Angola

4. Ciências Agrárias e Veterinárias

Rejeitado

35

Monitoring the Effectiveness of Biolarvicide Use in Different Ecological Contexts to Control Malaria and Other Arbovirosis Transmission in Angola

3. Ciências Médicas e da Saúde

Aprovado

 

Os resultados serão actualizados à medida que o PDCT receba outras revisões. Os investigadores principais que ainda não o fizeram deverão enviar o Acordo de Financiamento devidamente preenchido e assinado (Clique aqui para baixar o referido Acordo).

 

Última Actualização: 7 de Agosto 2019.

 

 

Ler mais ...

Adiamento e Tópicos: Prova de Conhecimento para Candidatura às Bolsas de Mérito

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
GABINETE DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA


COMUNICADO DE IMPRENSA

Adiamento da Data da Prova de Conhecimento para Candidatura às Bolsas de Mérito

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação comunica que, por razões operacionais, a prova de conhecimento para candidatura ao "Programa de Envio Anual de 300 Licenciados Angolanos com Elevado Desempenho e Mérito Académico para as Melhores Universidades do Mundo" foi adiada para o dia 22 de Agosto de 2019, às 9:00 horas, nos locais indicados em função da residência dos candidatos.

O GABINETE DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, em Luanda, aos 18 de Agos-to de 2019.

A Directora
Antónia Djamila Firmino de Lima

 

TÓPICOS 

Clique nos seguintes links para baixar os tópicos das provas de conhecimento de cada uma das áreas:

Ciências Agrárias

Educação, Artes e Cultura

Engenharias

Turismo e Lazer

Ciências Médicas

Ler mais ...

ISPTEC Realiza 4.ª Jornadas Científicas e Tecnológicas

  • Publicado em Eventos

O Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC) realiza, de 21 a 23 de Agosto de 2019, nas suas instalações, as 4.ª Jornadas Científicas e Tecnológicas sob o lema: “Desafios para o Desenvolvimento de Angola: Industrialização e Diversificação da Economia”

As Jornadas têm como objectivo principal contribuir para o aumento da cultura científica e tecnológica dos estudantes, pretendendo ser um fórum privilegiado para o debate de novas ideias e propostas de linhas estratégicas de investigação científica que possam ser desenvolvidas num cenário devidamente enquadrado com a realidade económica do País.

As actividades a serem desenvolvidas estão divididas em três (3) painéis, sob responsabilidade dos departamentos de Engenharias e Tecnologias, Geociências e Ciências Sociais e Aplicadas respectivamente.

O 1.º Painel, do Departamento de Engenharias e Tecnologias (DET), que decorrerá no dia 21 de Agosto, das 13h00 às 17h30, tem como tema: ‘‘O Contributo da Engenharia para a Industrialização de Angola’’;
O 2.º Painel, do Departamento de Geociências (DGC), que decorrerá no dia 22 de Agosto, das 08h30 às 12h30, tem como tema: ‘‘Extracção e Produção de Petróleo nas Bacias Angolanas’’;
O 3.º Painel, do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (DCSA), que decorrerá também no dia 22 de Agosto das 13h00 às 17h30, tem como tema: "A Diversificação e a Transformação Produtiva da Economia Angolana’’.

O evento contará com as seguintes modalidades de participação:

  •  Apresentação de comunicação oral;
  • Apresentação de comunicação em poster;
  • Participação em mini-cursos ( entre os dias 14 e 20 de Agosto, a partir das 14h00);
  • Presença nas várias actividades.

As inscrições para a participação nas actividades, em qualquer uma das modalidades mencionadas, podem ser efectuadas através do website http://jornadas.isptec.co.ao ou do endereço de correio electrónico: jornadas.cientíEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
Para quaisquer esclarecimentos adicionais, poderão contactar a Professora Francisca Tungumuna, Coordenadora Geral Adjunta do evento, através do número de telefone 940 966 928 ou do endereço de correio electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

 

Mais informações, baixe aqui o pdf

 

Ler mais ...

SECTI Aborda Estado da Ciência e da Investigação Científica no País

Numa entrevista concedida ao Jornal O País, o Secretário de Estado para a Ciência e Tecnologia e Inovação (SECTI), Professor Doutor Domingos da Silva Neto, destacou que a investigação científica deve dar lugar à geração de novo conhecimento, para ser utilizado na criação de desenhos técnicos, protótipos ou novos produtos para serem transferidos para o sector produtivo ou para a sociedade.

“Não se deve reduzir um processo de investigação científica a mera pesquisa bibliográfica e à sistemática compilação da literatura, apenas no intuito tanto de partilhar como disseminar, e tão pouco para se fazer disso um processo de investigação para publicar trabalhos e depois fazer carreira como docente universitário ou investigador científico.”, considerou o Secretário de Estado

No quadro das responsabilidades do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, afirmou que este Ministério está a trabalhar com as Instituições de Ensino Superior para que haja uma melhor estruturação das actividades de investigação científica nestas instituições.

Pode aceder à Entrevista clique aqui.

Ler mais ...

MESCTI dá início ao Programa de Atracção de Investigadores na Diáspora

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação pretende proceder ao levantamento dos docentes universitários e investigadores científicos angolanos na diáspora, considerando informação sobre o número de residentes no exterior com formação em áreas ligadas à Ciência, Tecnologia e Inovação.

Esta iniciativa surge no âmbito do Programa de Atracção de Investigadores na Diáspora, inserido no objectivo específico “Capacitação dos Recursos Humanos” da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Decreto Presidencial Nº 201/11, de 20 de Julho), que visa responder ao Programa de Governação 1.2.7: Melhoria da Qualidade do Ensino Superior e Desenvolvimento da Investigação Científica e Tecnológica;

O levantamento poderá ser feito preenchendo o formulário em anexo para a recolha de informações relevantes sobre os docentes universitários e investigadores científicos.

 

Para fazer o download do formulário, clique aqui.

Ler mais ...

Prof. Doutor Filomeno Fortes é o Novo Director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT)

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) vem por este meio congratular o Professor Doutor Filomeno Fortes por ocasião da sua eleição ao cargo de Director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa, no concurso internacional, realizado no pretérito dia 31 de Julho do ano em curso, seguindo procedimentos e critérios de elevado rigor, exigência, transparência, competência e competitividade próprios de uma instituição científica europeia da sua dimensão e prestígio.

A sua nomeação é motivo de grande regozijo e orgulho nacional, sendo de momento o primeiro cidadão estrangeiro a assumir a direcção do IHMT, instituição que coordena todos os programas de saúde a nível da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O Professor Doutor Filomeno Fortes além de coordenar o Doutoramento em Ciências Biomédicas da Universidade Agostinho Neto, em Luanda, faz também parte do Conselho da Federação Internacional de Doenças Tropicais. Seu exemplo é sem dúvida fonte de inspiração para toda comunidade académica nacional.

O MESCTI coloca-se ao dispor para estreitar relações com o IHMT, bem como aumentar o intercâmbio entre o IHMT e as instituições de ensino superior e investigação científica nacionais, procurará sempre apoiar o Professor Doutor Filomeno Fortes na sua nova jornada.

Desejamos-lhe sucesso no exercício dessa importante missão, com votos sinceros de um período de trabalho fértil de realizações, que venham ao encontro dos mais altos e legítimos interesses dessa prestigiosa comunidade académica e científica e que por esta via possa também apoiar o tão almejado desenvolvimento económico-social do nosso país.

 

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em Luanda, aos 07 de Agosto de 2019.

Ler mais ...

O Impacto da Internet Sobre as Neurociências

Vivemos e nos movemos hoje na plenitude da era da informação. A sobrevivência humana tem exigido máxima actualização da informação. A velocidade do acúmulo do conhecimento aumenta de forma vertiginosa em quase todas as actividades humanas. Com a Internet, a gigantesca rede de computadores do planeta, houve uma aceleração ainda maior na curva do conhecimento.

Na área médica e científica, a Internet tem figurado como um ambiente essencial, não somente para difusão da informação, mas também para a cooperação entre instituições. Ela tem permitido ao profissional desta área, pensar e agir a nível global, e gerar com maior eficiência e rapidez, produtos de valor para a comunidade.

O exemplo mais elementar desse fenómeno ocorre no campo da difusão da informação. Médicos, biólogos e cientistas, na qualidade de executores e produtores de informações, têm contribuído para a educação de pacientes e estudantes nas neurociências básicas e clínicas. Exemplos disso são os livros e revistas online (como, por exemplo, o Journal of Neuroscience, para trabalhos de investigação, e a própria revista Cérebro & Mente, para divulgação científica), e as chamadas "comunidades virtuais de ensino" como o Hospital Virtual americano (e seu correspondente brasileiro, o HVB), as quais contém grande volume de informação científica disponíveis gratuitamente para todos os interessados. Imensos e bem organizados bancos de imagens, como o The Whole Brain Atlas, e de neuropatologia, como o WebPath, dão acesso a um mundo inimaginável de informação visual, a qual seria impossível antes da existência da Internet. Existem inclusive "cursos virtuais" completos em neurociências, como o Neurosciences Tutorial da Universidade de Washingthon em Saint Louis, no qual os estudantes podem realizá-lo inteiramente através da Internet.

Como orientar-se neste universo crescente de informação através da rede? Felizmente, para isso existem catálogos especializados e até mecanismos de busca por palavras-chave, como o Neurosciences on the Internet e o Neurosciences Web Search.
No campo de investigação, investigadores têm desenvolvido trabalhos cooperativos nacionais e internacionais, sem saírem de seus países e mesmo de suas salas e laboratórios. Investigação de ponta, como o Programa Genoma Humano, tem sido desenvolvida por grupos internacionais, cada um em seu país. Com isso, os custos e a rapidez da elaboração de investigação científica são tremendamente beneficiados. Em neurociências, um bom exemplo é o banco de dados sobre o Cenorrhabdtis elegans. Este é um pequeno nemátodo subterrâneo, com apenas 1 mm de comprimento, mas que se tornou um dos principais modelos do estudo científico cooperativo da genética do desenvolvimento e do estudo da neurobiologia, devido à sua simplicidade estrutural. A sua comunidade de investigação actualmente tem cerca de 1.000 investigadores, que interagem através da Internet, no grupo de notícias bionet.celegans, em listas de discussão, no acesso à base de dados ACeDB (A C. elegans Data Base), que contém todo o genoma do animal, bem como uma descrição completa, anatómica e funcional, de cada um dos seus 360 neurónios; e através de um servidor da WWW especialmente dedicado a este organismo, mantido pela Universidade do Texas.

Outro exemplo do tremendo impacto e significância da Internet em investigação e desenvolvimento ocorre nas áreas de neurobiologia molecular e neurogenética. Actualmente todas as sequências de genes são submetidas e consultadas através de gigantescos bancos de dados disponíveis na Internet no National Center for Biotechnology Information. Se apenas um deles, o GenBank, fosse distribuído em CD-ROM, ocuparia cerca de 40 discos, o que tornaria impraticável o seu uso fora da rede. Um neurobiologista molecular que não tenha acesso à Internet, portanto, não consegue mais trabalhar neste campo. Uma tendência similar pode ser observada em muitos outros campos das neurociências.

Um conceito fascinante permitido pela Internet é o chamado trabalho cooperativo através da rede. Por exemplo, na redacção das publicações de investigação científica, todos os membros de um grupo de investigadores podem dar sua contribuição ainda que cada um esteja localizado em diferentes pontos do planeta. Eles podem escrever simultaneamente um mesmo trabalho, praticamente com a mesma velocidade e eficiência como se estivessem lado a lado, utilizando um tipo de software chamado groupware, como o Lotus Notes ou o Microsoft NetMeeting. Este software permite que cada palavra ou frase apareça com uma cor diferente, conforme quem a escreveu. Imagens podem ser inseridas e o texto editado por várias pessoas ao mesmo tempo, através da Internet.

Existem ainda aplicações mais avançadas. As redes neurais artificiais são um modelo aplicado de sistema de apoio à decisão, que utilizam os conceitos de organização funcional do sistema nervoso. Actualmente elas estão a ser usadas para ajudar os neurocientistas em seus trabalhos, fechando um círculo interessante: as neurociências fornecem resultados para que os engenheiros produzam redes neurais artificiais cada vez mais poderosas, e estas, por sua vez, ajudam os neurocientistas a processar sinais e imagens biológicas, detectar padrões, e até elaborar decisões na área clínica. O Núcleo de Informática Biomédica da Unicamp desenvolveu uma rede neural de apoio à decisão em neurocirurgia que funciona através da Internet. O usuário fornece os dados do paciente com trauma craniencefálico e a rede neural responde ao prognóstico e auxílio sobre decisão de se fazer ou não a cirurgia (http://www.ldc.com.br/mlucia).

No futuro, possivelmente até mesmo congressos e simpósios de neurociências serão realizados através da Internet. No Virtual World Congress, da American Association of Chest Physicians, está activo para dezenas de palestrantes convidados, mesas redondas, narração de posters e show de slides. Para participar, você não precisa nem mesmo se preocupar em conseguir passagens aéreas e quartos de hotel. Onde é a conferência? Pode ser em qualquer lugar, isto não é relevante...

Enquanto esse dia não chega por completo, a organização de grandes congressos, como o famoso Neuroscience Meeting, realizado pela Society for Neuroscience, e que reúne mais de 25.000 cientistas e estudantes todo ano, depende de forma essencial da Internet. Todos os seus detalhes, desde a inscrição no congresso, até a lista e reserva dos hotéis e o resultado da aceitação de papers, ficam disponíveis interactivamente através da Internet, facilitando a participação de todos.
Desta forma, fica evidente que o universo do saber está a passar por um processo de transformação em seus paradigmas. Um efeito interessante deste processo já começa a ser notado: o próprio comportamento das pessoas também está a ser modificado por esta "sociedade virtual" estabelecida há tão poucos anos pelo advento da Internet.

Estudiosos têm realizado pesquisas sobre esse comportamento, notando as diferenças que existem em relação a outros comportamentos de comunicação e interacção social. Já existem até mesmo alguns periódicos internacionais dedicados ao tema, como o CyberPsychology & Behavior, e o The Journal of Online Behavior. Este último descreve seus objectivos como sendo "o estudo empírico do comportamento humano no ambiente on-line, e qual é o impacto da evolução das tecnologias de informação e comunicação sobre os indivíduos, grupos, organizações e a sociedade".

Podemos concluir que, para todos os propósitos, a "sociedade online" possibilitada pela Internet, representa uma nova revolução na esfera da comunicação humana e na extensão dos poderes de nossos sistemas nervosos por meio da tecnologia. Esta via começou historicamente quando nossas espécies emergiram milhões de anos atrás, primeiro com o aprendizado e comunicação por gestos e imitação, e então por um passo poderoso representado pela aquisição da linguagem, e finalmente, pela invenção da escrita. A interacção electrónica global transformará radicalmente os nossos caminhos bem como os nossos cérebros. A neurociência nunca mais será a mesma.

 

Autora: Sílvia Helena Cardoso - Profissional de saúde e educação, investigadora, professora, escritora, produtora e empresária brasileira.
Mestre e Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo, Brasil; Pós-Doutora em Neurociências pela Universidade da Califórnia em Los Angeles, EUA, e Pós-Doutora em Informática Biomédica pela Universidade Estadual de Campinas, Brasil.

Fonte: http://www.cerebromente.org.br/n05/editori5.htm

Ler mais ...

Convenção Bio África 2019

  • Publicado em Eventos

A Associação AfricaBio, em colaboração com o Departamento de Ciência e Tecnologia da África do Sul, realiza de 26 a 28 de Agosto de 2019, a Convenção BIO Africa, na cidade de Durban, África do Sul. A Convenção fornece uma plataforma de negócios para a cadeia de valor da biotecnologia, permitindo a exposição de inovações biotecnológicas do Continente Africano. O evento constitui um ambiente conducente ao encontro de investidores, empresários, investigadores, inovadores, reguladores, especialistas da indústria e outros actores no ambiente biotecnológico.


Para mais informações, consulte o site: https://www.africabio.com/bio-africa-2019

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais