Menu

PDCT Financia Projectos de Investigação Científica no Âmbito da COVID-19

 

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) realizou no dia 20 de Julho do presente ano, no Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, a Apresentação Pública dos Projectos de Investigação Científica no âmbito da COVID-19 e a Assinatura dos Acordos de Financiamento dos mesmos.

A República de Angola e o Banco Africano de Desenvolvimento assinaram um Acordo de Empréstimo para implementar o Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT). O MESCTI é a agência executora do projecto. O PDCT é um projecto de USD 100 milhões cujos resultados esperados são:

  • Construção e equipamento de um Parque de Ciência e Tecnologia (PCT);
  • Financiamento de bolsas de estudo de pós-graduação;
  • Financiamento de projectos de investigação;
  • Realização de actividades de promoção e reforço da participação das mulheres em actividades de ciência, tecnologia e inovação;
  • Desenvolvimento de competências no ensino secundário;
  • Apoio à gestão da propriedade intelectual.

Assim, considerando a actual pandemia da COVID-19 e as responsabilidades atribuídas ao MESCTI no quadro do combate à pandemia, o PDCT irá financiar dois projectos de investigação científica, nomeadamente: 1) Perfil Epidemiológico, Clínico e Laboratorial da COVID-19 em Angola, ao qual será atribuído um financiamento no valor de USD 431.590,12, e 2) Criando Capacidade COVID em Angola, que será atribuído um financiamento no valor de USD 613.029,00.

A apresentação pública dos projectos contou com a presença da Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança Sambo, que no seu discurso de abertura frisou que este financiamento permitirá "maior capacitação para a investigação científica" e afirmou que "através desta acção se reforce a cooperação nacional e internacional".  A titular reforçou ainda que o financiamento destes projectos poderá "contribuir para a tomada de decisão e trazer novo conhecimento, contribuir para a melhoria dos cuidados médicos, e reforçar a nossa capacidade para investigação científica não só para a COVID-19 mas para várias patologias."

Os Acordos de Financiamento foram assinados pelo Coordenador do PDCT, Ricardo Queirós, e pelas Coordenadoras dos respectivos projectos, Fernanda Dias Monteiro – pelo projecto "Perfil Epidemiológico, Clínico e Laboratorial da COVID-19 em Angola", e em representação de Joana Morais Afonso, assinou Jocelyne Vasconcelos – pelo projecto "Criando Capacidade COVID em Angola".

 

Os Projectos

O Projecto Perfil Epidemiológico, Clínico e Laboratorial da COVID-19 em Angola, tem como objectivo caracterizar os casos de COVID-19 do ponto de vista epidemiológico, clínico, e laboratorial. A equipa de investigação é composta por 40 membros e conta com um cronograma de actividades de 12 meses para sua execução.

Quanto ao Projecto "Criando Capacidade COVID em Angola" o objectivo é reforçar a infra-estrutura de Angola para diagnóstico do SARS-CoV-2 e fornecer a base científica para a tomada de decisões para mitigar o impacto da pandemia COVD-19. A sua equipa de investigação é composta por 9 membros, com um cronograma de actividades que  indica 18 meses para sua execução.

Quanto à coordenação dos mesmos, a instituição proponente do projecto "Perfil Epidemiológico, Clínico e Laboratorial da COVID-19 em Angola" é a Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, coordenado por Fernanda Dias Monteiro, Coordenadora do Grupo Técnico Científico de Apoio à Comissão Interministerial. Contudo, participam no projecto outras 10 instituições. Por outro lado, participam no mesmo projecto as seguintes instituições internacionais: o Instituto de Higiene e Medicina Tropical – Universidade Nova de Lisboa, Portugal, e o Instituto Karolinska, Suécia. 

O Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS) é a instituição proponente do projecto "Criando Capacidade COVID em Angola", coordenado por Joana Morais Afonso, Directora do mesmo Instituto. Contudo, participam no projecto outras 5 instituições, bem como a Universidade de Ulster, Reino Unido, a Universidade de Oxford, Reino Unido e a Universidade de São Paulo, Brasil, como órgãos internacionais.

Nos dois projectos está prevista a colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e com o Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças (CDC).

Os dois projectos serão financiados este mês (primeiro desembolso de 25%, desembolsos seguintes após prestação de contas) pelo PDCT.

Para mais detalhes sobre o evento, veja a apresentação pública destes projectos de investigação científica na íntegra a partir da página facebook do MESCTI pelo link:https://www.facebook.com/mescti.gov.ao/videos/962361540894151/

 

 

 

voltar ao topo

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais