Menu
A+ A A-
Portal Ciencia.ao

Portal Ciencia.ao

Conheça o Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional

 

Criado em 2013, através do Decreto Presidencial nº 154/13, de 9 de Outubro, o Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) tem o objectivo de gerir e de acompanhar o desenvolvimento do Programa Espacial Nacional, em que integra o ANGOSAT, o primeiro satélite angolano.

No exercício das suas competências, é missão do GGPEN promover o uso pacífico do espaço, bem como conduzir estudos estratégicos que visam estabelecer acordos de cooperação com instituições técnicas e científicas do domínio espacial, assegurando a criação de competências tecnológicas e humanas nacionais e a transferência de tecnologia e do saber fazer no quadro do Programa Espacial Nacional. Esta missão está assente na visão institucional e política de tornar o país numa referência de excelência no âmbito espacial com reconhecimento ao nível mundial na criação e capacitação de quadros altamente qualificados nas áreas de Engenharia e de Tecnologia Espacial. 

O GGPEN é superintendido por uma comissão interministerial coordenada pelo Ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, e tem como Director, Zolana Rui João, Mestre em Tecnologias de Telecomunicações pela Tshwane University of Technology, África do Sul, e Mestre em Engenharia de Electrónica e Telecomunicações pelo French South African Institute of Technology/École Supérieure d'Ingénieurs en Électronique et Électrotechnique (ESIEE) Paris, France. 

Mais informação: http://www.ggpen.gov.ao

 

Chamada de Candidaturas para o Programa de Aceleração de Bio-Negócios e Capacitação – FemBioBiz SANBio para Mulheres Empreendedoras

 

A Rede da África Austral para Biociências (SANBio), através do Programa BioFISA II da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), dá a conhecer que estão abertas, até o dia 31 de Março, as candidaturas para o Programa de Aceleração de Bio-negócios FemBioBiz SANBio para mulheres empreendedoras.

Este Programa tem como objectivo desenvolver competências de liderança, tecnológica e empresarias em mulheres que tenham ou liderem um negócio  na área de Biociências com foco para nutrição humana/animal ou saúde humana/animal e que queiram acelerar o crescimento do seu negócio.

 

Requisitos

Para o Programa as candidatas devem:

  • Ser fundadoras ou gerentes séniores de uma empresa de biociência (nutrição humana/animal e saúde humana/animal);
  • Ter um negócio em fase de crescimento e que queiram acelerá-lo a um ritmo mais rápido;
  • Ter a empresa sediada num dos 12 Estados-membros da SADC (África do Sul, Angola, Botswana, Lesoto, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Suazilândia, Zâmbia e Zimbabwe).

 

Candidaturas

As candidaturas são feitas mediante registo online no site www.innovationsummit.co.za ou www.nepadsanbio.org/ 

 

Para mais informações contacte os seguintes e-mails:

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. - Sr. Diogo Italeu - Gabinete de Intercâmbio do Ministério da Ciência e Tecnologia de Angola  
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  - Sra. Margaretha Van Schalkwyk – Coordenadora do Programa FemBioBiz SANBio

 

Bolsas de Doutoramento em Ciências da Educação - Programa Mwalimu Nyerere da União Africana

O Programa de Bolsas de Estudo Mwalimu Nyerere da União Africana dá a conhecer que estão abertas, até o dia 31 de Março, as candidaturas a bolsas de estudo para o Doutoramento em Ciências da Educação. O Programa tem como objectivo desenvolver profissionais africanos de elevado potencial que, por sua vez, possam promover pedagogias, programas de ensino e gestão estratégica inovadora e progressiva dos sistemas escolares em África.

 

Critérios de Elegibilidade

Para ser elegível à bolsa de estudo, o candidato deve:

  • Ser cidadão de um Estado-membro da União Africana;
  • Possuir o grau de Mestre em Ciências da Educação ou área conexa, com diploma de uma universidade reconhecida;
  • Apresentar uma declaração de notas que comprove o seu excelente desempenho académico;
  • Comprovativo de admissão a uma universidade reconhecida, em qualquer um dos Estados-membros da União Africana, que garanta a frequência no programa de doutoramento a tempo integral;
  • Estar disposto a trabalhar num Estado-membro da União Africana, no final dos seus estudos, durante pelo menos três (3) anos.

Não serão consideradas candidaturas sem uma carta de admissão de uma universidade.

 

Áreas de Estudo Elegíveis

São elegíveis as seguintes áreas de estudo:

  • Desenvolvimento do Docente e Aperfeiçoamento Profissional;
  • Planeamento e Política Educativa;
  • Avaliação da Aprendizagem Educacional;
  • Gestão e Liderança Educacional;
  • Ensino Especial.

 

Duração

O Programa de Doutoramento tem a duração de três anos.

 

Candidaturas

Os candidatos interessados deverão preencher o formulário de candidatura em formato PDF, assim como a ficha de dados em Excel do requerente, que está disponível na página web da União Africana: www.au.int/en/scholarship.

Para submissão das suas candidaturas formais, os candidatos devem incluir os seguintes documentos:

  • Formulário de Candidatura Preenchido;
  • Uma foto tipo-passe recente;
  • CV resumido, com os nomes e contactos de três Referências; 
  • Fotocópias autenticadas dos certificados; 
  • Fotocópias autenticadas do Passaporte ou Bilhete de Identidade indicando a cidadania;
  • Cópia da Carta de Admissão de uma Universidade Africana reconhecida; 
  • Duas (2) Cartas de Referência com endereços a contactar; 
  • Um resumo de no máximo 500 palavras, explicando os motivos que o levaram a optar por uma determinada área de estudo e sua importância para o desenvolvimento de África. 

Os candidatos deverão enviar dois (2) exemplares dos documentos supracitados, por correspondência postal, para o seguinte endereço: Mwalimu Nyerere Scholarship Programme Education Division Department of Human Resources, Science and Technology African Union Commission P.O. Box 3243 Addis Ababa, Ethiopia.

Adicionalmente, os candidatos devem digitalizar toda a documentação listada (em formato PDF), juntamente com a ficha de candidatura (Application Form) e a ficha de dados em Excel do requerente, e enviá-las para o seguinte endereço de e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. , com cópia para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

 

Mais informação: http://www.au.int/web/en/scholarship2017

Termina em Luanda o 2° Workshop Nacional sobre a Gestão da Investigação Científica e Inovação

Enquadrado numa iniciativa do Secretariado da SADC, em estreita colaboração com a Associação da África Austral para a Gestão da Investigação Científica e Inovação (SARIMA) e o Ministério da Ciência e Tecnologia, realizou-se nos dias 22 e 23 de Fevereiro de 2017, no Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC), em Luanda, o 2º Workshop Nacional sobre a Gestão da Investigação Científica e Inovação que contou com a presença de representantes de Instituições de Ensino e de Investigação Científica, de Instituições de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e de empresas das províncias de Benguela, Huambo, Huíla, Luanda e Uíge, perfazendo um total de cerca de 40 participantes.

O Workshop teve como objectivo alavancar o desenvolvimento científico e tecnológico, particularmente no que tange à implementação de boas práticas na condução de actividades de investigação científica e inovação, de forma a aumentar a eficiência e a eficácia na obtenção de resultados que se candidatem a acrescentar valor na cadeia produtiva e ir ao encontro dos problemas que apoquentam a sociedade. 

A sessão de abertura foi orientada pelo Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Prof. Doutor João Sebastião Teta, tendo ressaltado o facto de o Workshop se inserir na visão da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação - PNCTI (Dec. Pres. 201/11, de 20 de Julho) que estabelece a necessidade da capacitação dos Recursos Humanos (Objectivo Geral I) e reforço do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI) (Objectivo Geral IV). Apelou ainda aos participantes a desempenharem um papel cada vez mais participativo no desenvolvimento económico e social do nosso País, de forma a tirar-se melhor partido do potencial existente e do conhecimento que pode ser gerado localmente e, assim, contribuir-se para a redução da dependência tecnológica.

Os dois dias de trabalho foram de sessões bastante interactivas que tiveram como facilitadores a Vice-Presidente da SARIMA, Emilia Nahlevilo e o Director Nacional de Ciência e Investigação Científica, Domingos Neto.

 

Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais