Menu

Arquivo Histórico Nacional de Angola recebe literatura técnico-científica recuperada em Portugal em 2012

As autoridades angolanas entregaram, no dia 7 de Novembro, ao Arquivo Histórico Nacional 144 títulos de literatura científica do tempo colonial, essencialmente sobre agropecuária, de um total de 160 devolvidas por instituições portuguesas em 2012. 

Em declarações à agência Lusa, o Secretário de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação angolano, Domingos Neto, disse que contaram com a colaboração de muitas instituições portuguesas para a recuperação do acervo, composto por revistas, livros, relatórios, comunicações, memórias, trabalhos, artigos, boletins, teses de doutoramento, cadernos e dissertações de mestrado, originais e cópias autenticadas.

O governante angolano avançou que as obras foram recuperadas de instituições como o Arquivo Histórico de Portugal, a biblioteca do Instituto Superior de Agronomia, o Instituto de Investigação Científica de Portugal e instituições universitárias.

Entre o espólio encontram-se títulos relacionados com os solos minerais, cultura, saúde, flora, fauna e ciência marinha.

 


Secretário de Estado para as Indústrias Criativas do Ministério da Cultura, João Constantino (à esquerda), Directora do Arquivo Histórico Nacional, Alexandra Aparício (ao centro), Secretário de Estado para Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto (à direita)

 

Segundo Domingos Neto, para uma maior partilha será feita a digitalização das obras, que, posteriormente, deverão ser colocadas nas instituições de ensino superior, bibliotecas, Governos provinciais e mediatecas.

Domingos Neto agradeceu às autoridades portuguesas que, através das suas instituições, "tiveram o gesto de partilhar importantes fontes" que Angola não tinha em sua posse e que "deverão servir imenso a comunidade científica angolana".

O governante angolano disse que se destaca a literatura do sector agropecuário, a área com maior pendor em termos de investigação científica no tempo colonial.

Ao Arquivo Histórico Nacional angolano foram entregues títulos como "Carta Fitográfica de Angola", de 1939, "Zonagem Agro-ecológica de Angola", de 1974, "A Palanca Real", de 1972, ou "Breve Notice", de 1901.

Sobre esta última obra, o Secretário de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação angolano disse que foi publicada em Paris e cedida por Portugal, que "traz um número curioso". "Em 1870, na então província ultramarina de Angola, havia 12.400.000 habitantes", indicou.

Depois de Portugal, as autoridades angolanas pretendem recuperar igualmente obras em posse do Brasil, Canadá e Estados Unidos.

"Apesar de essa tarefa não ser assim tão fácil, a nossa missão é continuarmos, para, se possível, recuperar o que temos também noutros países. Vamos tentar estabelecer esses contactos no sentido de nos serem cedidas aquelas cópias ou exemplares que estiverem disponíveis, tal como aconteceu com Portugal", disse.

 

Fonte: Diário de Notícias

Ler mais ...

Web Summit: a maior cimeira de tecnologia e empresarial do mundo

Decorre pela terceira vez consecutiva, no Parque das Nações, em Lisboa, a Web Summit, a maior cimeira de tecnologia e empresarial do mundo que junta empreendedores e investidores de diferentes países.

A Web Summit, originalmente Dublin Web Summit, é uma cimeira de tecnologia e empresarial que é realizada anualmente desde 2009. A empresa foi fundada, em Dublin, Irlanda, por Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey. O tópico da cimeira está virado para a tecnologia da Internet e os participantes vão desde empresas da Fortune 500 até pequenas empresas de tecnologia. 

A Web Summit em Lisboa conta com a presença de mais de mil startups. São pequenas empresas que procuram por um investidor que financie a sua ideia. 

Nesta terceira edição, reúnem-se em Lisboa milhares de pessoas de diferentes países. Ao todo serão 25 conferências dentro de uma só cimeira, onde vão ser debatidos temas como tecnologia, ambiente, desporto, política e moda.

Mais informação: https://websummit.com

 

Ler mais ...

Financiamento de Projectos de Investigação Científica no Âmbito do PDCT (Actualização - 13 Nov)

A Direcção Nacional de Ciência e Investigação Científica comunica às Instituições de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e às Instituições de Ensino Superior (IES) que será aberto, dentro de dias, um concurso público para financiamento de projectos de investigação científica, no âmbito do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), implementado pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) e co-financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e pelo Governo de Angola.

O PDCT financiará projectos com duração de até dois (2) anos, um tecto financeiro de quarenta mil dólares americanos ($ 40 000,00), nas áreas de Agronegócio, Saúde, Energia, Ambiente, Engenharia Mecatrónica, Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Nanotecnologia, Biotecnologia, Pescas, Indústria, Petróleo, Gás, Recursos Minerais e Recursos Hídricos.

O concurso público foi anunciado, no dia 5 de Novembro, nos meios de comunicação social (Jornal de Angola) e no portal ciencia.ao (http://ciencia.ao/projectos-mescti/pdct/projectos-id), pelo que chamamos a atenção de todos os interessados para a preparação das propostas de projectos (Prazo: 5 de Dezembro). 

Ler mais ...

Programa da 2ª Conferência de Engenharia e Arquitectura da FEUAN (Inscrições até 22 Outubro)

O programa da 2ª Conferência de Engenharia e Arquitectura da Faculdade de Engenharia (CEAFE) da Universidade Agostinho Neto já está disponível (clique aqui para fazer download). Após o processo de avaliação dos 30 resumos recebidos pela Comissão Científica da CEAFE, foram aceites para comunicação oral 26 (86.7 %) e recusados 4 (13.3 %).

Relembra-se que a CEAFE, com o lema “A Engenharia e Arquitectura na Solução de Problemas da Sociedade”, realiza-se nos dias 24, 25 e 26 de Outubro de 2018, no Anfiteatro do Departamento de Arquitectura sito na Avenida Ho Chi Min nº 201, Luanda. 

 

Objectivos

1 – Tornar público todos os resultados da Produção Científica desenvolvida pelos docentes dos cursos da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto que contribua para a solução dos problemas da sociedade, para partilha e incentivo à cultura da investigação científica e do conhecimento.

2 – Proporcionar um espaço para que docentes, investigadores e técnicos de outras instituições do país possam apresentar trabalhos técnicos e/ou científicos que desenvolvam nessas instituições.

3 – Facilitar um melhor enquadramento dos finalistas no mercado de trabalho.

 

Público-alvo 

Preferencialmente representantes das instituições de ensino superior e de investigação científica, dos ministérios, das empresas e governos provinciais.

 

Painéis

  • Arquitectura
  • Engenharia do Ambiente
  • Engenharia Civil
  • Engenharia Electrotécnica
  • Engenharia Informática
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Minas
  • Engenharia Química
  • Engenharia de Petróleos 
Ler mais ...

Centro Tecnológico Nacional Abre Novo Ciclo do Projecto Inclusão Digital com Conteúdos Educacionais

O Centro Tecnológico Nacional (CTN), órgão superentendido pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI),  iniciou no dia 9 de Outubro na Escola Móvel "Contentor MESCTI/SAMSUNG", actualmente no espaço CNIC/CTN – situado na Avenida Ho- Chi - Minh, em Luanda, o terceiro ciclo de interacção com crianças e adolescentes, no âmbito do projecto "Inclusão Digital com Conteúdos Educacionais".

Estão contemplados para este novo ciclo do projecto, crianças e adolescentes de Lares infantis situados em Luanda. A Escola Móvel recebeu crianças, adolescentes e mentores do Lar Mamã Margarida - situado no bairro do Sambizanga (Luanda), que interagiram com uma equipa de formadores do CTN, coordenados pela Mestre em empreendedorismo de Base Tecnológica, a estagiária de investigação Luzia Barros. Fazem ainda parte da equipa de formadores os licenciados Eugénia Simão, António Trindade, Edna Fernando, Merciano Muaca, Vivia Santos, Diudialey Manuel e João Pedro, todos eles formados nas áreas de informática e afins. Alguns destes Jovens em regime de colaboração no CTN, encontraram na Instituição a oportunidade de desenvolverem as suas habilidades e contribuírem para a criação da sociedade de conhecimento, um dos grandes desideratos plasmados na Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação de Angola (PNCTI).

Este Novo ciclo de interacção estender-se-á pelas distintas províncias do País e pretende alcançar até Março de 2019 cerca de duas mil crianças e adolescentes. A partir de Abril de 2019, o projecto direccionará as suas acções igualmente aos Lares de terceira idade.

Mais informações, contacte 924360200.

Ler mais ...

O Estatuto da Carreira Docente do Ensino Superior: o que traz de novo?

O Estatuto da Carreira Docente do Ensino Superior, aprovado em Decreto Presidencial n.º 191/18, de 8 de Agosto, é um instrumento normativo que define a trajectória do pessoal docente do ensino superior, criando um elo entre progresso profissional e aquisição de conhecimentos, competências e  habilidades. O documento substitui o Estatuto da Carreira Docente Universitária que tinha o seu âmbito de aplicação limitado à Universidade Agostinho Neto. 

Perante as limitações do anterior Estatuto da Carreira Docente Universitária, elaborado numa época em que só existia a Universidade Agostinho Neto como única Instituição Pública de Ensino Superior, o actual documento vem estabelecer as regras e os critérios para o ingresso e o acesso na Carreira Docente do Ensino Superior e procura ajustar-se à nova realidade da gestão da carreira do pessoal que exerce actividade docente nas Instituições de Ensino Superior Públicas, Público-Privadas. 

A Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior passa a integrar as classes de Professores e de Assistentes. Por sua vez, cada uma das classes integra categorias. 

1. Na Classe de Professores, temos as seguintes categorias:

  • Professor Catedrático;
  • Professor Associado;
  • Professor Auxiliar.

2. Na Classe de Assistentes temos as seguintes categorias:

  • Assistentes;
  • Assistentes Estagiários.

Quanto às categorias, no actual Estatuto, desaparece a categoria de Professor Titular e surge a de Professor Catedrático. 

Há para cada uma das classes um conjunto alargado de funções  que passam, em função da categoria que cada classe integra, pela orientação pedagógica, coordenação de cursos de especialização, leccionação de aulas teórico-práticas ou práticas, etc. No que diz respeito a Professores Visitantes e Convidados, a sua contratação está precavida por procedimentos explícitos. Está também precavida de procedimentos explícitos a contratação de Assistentes Convidados, Leitores e Monitores.

Um outro aspecto novo neste Estatuto, e que muito contribui para a dignificação e valorizam de docentes em categorias inferiores, como as de Assistente Estagiário e Assistente, é a existência de provimento administrativo excepcional. O provimento administrativo excepcional dos docentes do ensino superior é apenas permitido aos docentes que ingressaram na carreira docente até o ano de 2012 e que cumpram os demais requisitos.

O Estatuto da Carreira Docente do Ensino Superior trata-se de um documento que vem valorizar a actividade docente de nível superior, salvaguardando deveres e direitos ao pessoal docente. 

 

Para mais informação, consulte aqui o Estatuto da Carreira Docente do Ensino Superior.

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais