Menu

Governo de Angola reafirma compromisso com a UNESCO na implementação do Programa Nacional de Formação Doutoral em Ciência, Tecnologia e Inovação

No âmbito da implementação do Programa Nacional de Formação Doutoral em Ciências, Tecnologias e Inovação (NPDT-STI) realizou-se no dia 18 de Janeiro de 2021, uma reunião virtual presidida por Sua Excelência Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Profª. Doutora Maria do Rosário Bragança que contou com a participação de Sua Excelência Embaixadora Ana Maria de Oliveira, Delegada Permanente da República de Angola junto da UNESCO; a Directora Geral Adjunta da UNESCO para as Ciências Exactas e Naturais, a Senhora Shamila Nair-Bedouelle; o Coordenador Internacional da Bienal de Luanda e Director da Antena da UNESCO em Luanda, o Senhor Enzo Fazzino; o Director da Academia Mundial de Ciências (TWAS), o Senhor Romain Murenzi; dentre outros altos funcionários do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, da Delegação Permanente da República de Angola junto da UNESCO e dos diferentes sectores da UNESCO.

O objectivo geral deste projecto visa o desenvolvimento sustentável e o combate à pobreza, através da criação de um Programa Nacional de Formação Doutoral que irá fortalecer as instituições de investigação nacionais angolanas em Ciência, Tecnologia e Inovação e beneficiará 165 jovens estudantes angolanos, no grau de Doutoramento entre 2020 e 2027. Este acordo de cooperação educacional foi assinado pela Directora-Geral da UNESCO, a Senhora Audrey Azoulay, e a Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Maria do Rosário Bragança, durante a cerimónia inaugural do Fórum dos Parceiros da Primeira Edição da Bienal de Luanda - Fórum Pan-Africano para a Cultura de paz, em Setembro de 2019.

O Programa de Formação Doutoral regista actualmente um atraso de execução devido aos constrangimentos provocados pela pandemia da COVID-19, que reduziu drasticamente a capacidade dos países em executar projectos. A reunião virtual permitiu identificar os aspectos mais importantes para o arranque do Programa, tendo em conta as implicações financeiras e a disponibilidade dos quadros para a sua execução.

Na ocasião, a Ministra Maria do Rosário Bragança reafirmou o compromisso do Executivo Angolano na implementação deste Programa estratégico através da disponibilização no primeiro trimestre do corrente ano de uma verba inicial para a sua operacionalização e a identificação de potenciais candidatos junto das instituições académicas e de investigação nacionais. Por seu lado, a Directora Geral Adjunta da UNESCO para as Ciências Exactas e Naturais garantiu total engajamento da Organização no acompanhamento da implementação deste Programa modelo para o continente africano e o compromisso na identificação imediata de instituições académicas parceiras para o lançamento do Programa em Setembro de 2021.

 

Fonte: Delegação Permanente da República da Angola junto da UNESCO.

voltar ao topo

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais